terça-feira, 11 de abril de 2017

Persona 5: estiloso, história envolvente, personagens cativantes, combate instigante. É muito jogo para poucos gamers!


Quem nunca jogou um Shin Megami Tensei Persona pode ficar chocado e maravilhado ao primeiro impacto com a franquia. O visual é exageradamente cartoonizado e colorido, como se estivéssemos lendo uma história em quadrinhos. E Persona 5 não apenas mantém o estilo como o aprimora, com cores vibrantes e um desenho bem feito e estiloso que o torna único!

Eu joguei dois Personas alguns anos atrás e sou apaixonada por eles. A data do lançamento deste estava agendada aqui, mas nos últimos dias antes comecei a jogar Zelda Respiração Selvagem e acabei desviando da meta original. Comecei este final de semana ansiosa e totalmente inocente. Nem ao menos reviews quis ler. Queria ter este prazer de pegar um jogo sem saber nada nada dele. E tive!


DINÂMICA DO JOGO

Os Personas seguem mais ou menos um mesmo padrão: alguns estudantes se reúnem em uma equipe para solucionar algum mistério ou sanar algum mal que esteja ocorrendo próximo a eles. Estes estudantes durante parte do dia vão à escola, assistem aulas, estudam na biblioteca, tem atividades com os colegas, professores, etc... Durante a noite podem fazer alguma atividade em casa antes de dormirem. Entre a escola e dormir vão para a dungeon lutar. Eles normalmente só lutam nestas dungeons que estão em um universo paralelo.

Persona Carmen
O objetivo normalmente é chegar à última sala de uma torre e lá, claro, derrotar o boss final. Nos outros Personas existia apenas uma gigantesca dungeon, em Persona 5 existem algumas. Não sei quantas ainda.


Nas dungeons eles lutam utilizando armas de fogo ou espadas, etc... ou através das magias dos Personas. Personas são personagens mágicos que cada um deles pode invocar. Normalmente o personagem principal pode ter mais de uma Persona e escolher com qual irá lutar na dungeon e os demais personagens tem um Persona fixo desde o início. Através deles podemos utilizar magias no jogo, para atacar, curar, etc...

Igor e suas assistentes
Os Personas evoluem juntamente com os personagens e ganham mais spells ou ainda, os mobs do jogo podem ser capturados, tornando-se Personas e então fundidos em uma sala especial chamada Velvet Room gerenciada pelo Igor e suas charmosas assistentes, gerando a criação de outros, mais poderosos ou com magias diferentes e melhores.


Passagem de dia no jogo
A passagem do tempo em Persona 5 como em todos os demais é crucial. Temos um prazo para executar os objetivos. É preciso ficar muito atento para não perder o prazo, ou chegamos ao Game Over e temos que voltar para um save mais antigo. Normalmente assim que acordamos, vamos à escola (exceto aos domingos) e assistimos à uma aula. Após a aula somos livres para a) compras, b) vagabundagem exploração, c) encontros com equipe ou npcs, d) atividades que melhorarão o personagem como estudo, banhos, etc... ou, e) ir à dungeon. Depois de uma e apenas uma destas atividades (exceto compras que não dispende tempo), voltamos à casa para dormir. Antes de dormir, às vezes, podemos fazer alguma outra atividade como compras, trabalho, cinema, encontros etc... Mas nem sempre.

Existem muitas lojinhas vendendo um monte de coisas: armas, itens, bugigangas, etc... Lugar mais barato para comprar poções é a Drugstore. Lugar de vender coisas é na loja de armas e equips.

Assim, temos sempre que optar por uma coisa ou outra. Ou vamos encontrar alguém ou batalhar. Ou estudar ou batalhar. E os dias passam em um piscar de olhos!


SISTEMA DE COMBATE

Persona 5 tem sistema de combate baseado em turnos. Isto não quer dizer um sistema lento ou chato. Ao contrário! É cheio de manhas e truques. É desafiador e instigante!

O primeiro desafio é dosar o sp, o uso da magia. Ocorre que o sp é fundamental nas batalhas. Primeiro porque é o que as Personas usam para as magias e elas podem curar além de atacar.

Ao menos no início do jogo o dinheiro é muito curto e temos que optar entre comprar uma arma melhor ou comprar poções de HP. Poções de SP não são vendidas (ao menos neste início). Você somente pode recuperar a vida e a magia dos personagens quando dorme e não é possível dormir nas dungeons. Assim, acabou o sp, acabou o dia. É voltar para casa e dormir. :(

Não existe save automático e o save manual somente é possível em alguns momentos do jogo e dentro das dungeons somente nas salas seguras, o que dificulta ainda mais o avanço com pouco sp disponível. É possível ganhar poções de sp nas dungeons, mas são escassas.

No combate em si é interessante usar as magias dos Personas por causa do sistema de fraquezas dos inimigos. Se atacamos um com sua fraqueza, isto irá o tontear. Se conseguimos tontear todos da luta, uma nova opção surgirá e podemos escolher entre negociar com os mobs, deixando-os viver em troca de poder, dinheiro ou itens ou dar um ataque especial com toda a equipe, o que quase sempre encerra a luta.

Nesta opção de negociar, se soubermos escolher as respostas certas às perguntas que eles farão, podemos ganhar um dos mobs como Persona. Neste caso, perdemos o xp, dinheiro e itens que resultariam caso os matássemos.

Existe mesmo a forma correta de se falar com eles, dependendo de sua personalidade. Sim! Os mobs tem personalidades. rsrs Eles podem ser sombrios, irritáveis, tímidos ou otimistas. E... Alguns mobs irão implorar para que poupe suas vidas. kkkk

Veja aqui um guia para negociação, caso se interesse.

Isto foi só uma passada de olhos. Tem muito mais a se falar sobre o sistema de combate e merece um post a parte, em breve. :D


HISTÓRIA E PERSONAGENS

Então, peguei o jogo e entusiasmada e inocentemente comecei a jogar, doida pelas lutas na dungeon. E passa uma hora vendo histórias e nada. Passa duas, três, quatro... Uma lutinha aqui, outra ali e só. Horas e mais horas somente na introdução, na apresentação dos primeiros personagens, na ambientação da história, na inicialização da trama. Eu demorei aproximadamente 6 horas nisto. Acho que pode ser feito em umas quatro ou cinco horas.

Personagem principal nomeável
A história gira em torno de um jovem estudante que logo ao início é preso por tentar roubar algo. Na sala de interrogatório ele conta sua história para uma advogada.

Tudo começou quando ele defendeu uma mulher de um atacante na rua. O atacante o processou, ele foi condenado e sentenciado a um ano de reabilitação em outra cidade e escola. Ele é abrigado por um desconhecido, Sojiro, que o faz por uma remuneração e por seus próprios ocultos motivos. Sojiro é frio com ele ao início, mas não maldoso.

Na escola ele é recebido com desgosto pela professora, com advertências pelo diretor e com desconfiança pelos novos colegas. E é entre eles que conhece seus futuros amigos e membros da equipe.

Embora a todo momento fiquemos sabendo sobre sinistros acontecimentos pela cidade, em que pessoas enlouquecidas fazem ataques ou explodem lugares e que acho que é trama real de Persona 5, ela inicia-se mais simplesmente, na própria escola, com um perverso professor que pratica bulling, bate nos alunos e molesta alunas sexualmente.

Este professor tem um ego tão grande que construiu um palácio em outra dimensão. Um palácio onde ele é o rei. Nosso objetivo passa a ser destruir este castelo para que ele mude seu coração, confessando seus crimes.

Embora seja uma trama comum (vide Life is Stranger), é muito bem construída e nos pega sem ser extremamente piegas ou apelona. Os personagens... Não tem como não simpatizar. Eles são cheios de personalidade, vitalidade, beleza, graça, encanto, charme. Quando você vê, já era! Você simplesmente TEM que prosseguir. rs

...

Bem, esta foi uma pequena introdução ao mundo de Persona 5.

Terminei a primeira dungeon e à partir daqui, passarei a postar sobre as outras, dicas, mobs, personas, etc...

Em resumo, apesar de achar que a Atlus pesou a mão nesta gigantesca introdução, não há como negar que este é um jogo memorável e sensacional!

Venha jogar comigo! :D



Nosso grupo de games, nerdices e geekices está aí:



0 comentários:

Posts relacionados: